Latest Ramblings

Páscoa e 1º de Maio em Vila Nova de Tazem

May 1st, 2019 | Comments Off on Páscoa e 1º de Maio em Vila Nova de Tazem

A ausência da nossa terra leva-me a ficar longe dos vilanovenses que tal como eu andam espalhados pelo mundo, mas que gostam sempre de saber alguma coisa da sua terra.
Como vim cá passar estes dias aqui deixo ficar para os que se interessarem algumas notícias dos eventos desta quadra Pascal e do primeiro dia de Maio, que se vão repetindo sempre com o agrado de todos.
As cerimónias pascais em Vila Nova, passaram desde à três anos a esta parte a centrar-se especialmente na via sacra de sexta feira santa, pois devido á participação física de personagens nos diversos passos do caminho da Cruz, traz imensa gente á nossa avenida para participar nestes testemunhos da fé dos cristãos.
Este ano não foi excepção, e, a via sacra ou caminho para a cruz, foi participada e teve a colaboração dos diversos personagens que são descritos nos livros sagrados e aqui participados como réplica do que na realidade aconteceu na paixão e morte de Cristo.
Estes exemplos vivos, dão mais realismo ao cerimonial, e ajudam a avivar a fé cristã daqueles que a cultivam e, ou nela acreditam. Por isso e porque para lá disso são demonstrações reais de que muitos vilanovenses se interessam pela sua terra, é sempre de louvar estas iniciativas.

Outro acontecimento e evento cultural que na nossa terra teve lugar, foi o magnífico ( quase Mágico) concerto de Primavera, com que a nossa Banda Filarmónica nos quis brindar nesta quadra Pascal. Na verdade a noite de sábado 27 de Abril passada no Centro Cultural foi plena de enorme magia musical, cénica e interpretativa dos membros da nossa Banda. Os muitos jovens que a compõem e os outros membros mais velhos que também dela fazem parte, excederam-se e executaram sob a batuta do seu jovem e talentoso maestro as músicas escolhidas para o Sarau, muitas delas retiradas de filmes, que ao mesmo tempo eram projectados em écran, transmitindo ao público presente a ideia de que eram os nossos músicos os verdadeiros e reais intérpretes da música inicial do filme. A continuarem assim, não será de admirar que dentro em breve esta Banda Filarmónica seja convidada para participar em eventos de maior relevo a realizar em qualquer sítio do País e dessas actuações se sentirem músicos realizador consigo próprios, e lídimos representantes da sua Vila Nova.

Apetece-me repetir aqui neste trecho informativo, as mesmas palavras que á algumas décadas o chefe de redacção do jornal Comércio do Porto, Hugo Rocha, quando após aqui ter passado alguns dias de férias disse acerca de Vila Nova- ” se alguma coisa aqui ficou por dizer, foi de menos e não de mais, e quem o quiser confirmar, que venha cá ver “. Igualmente eu digo que se não acreditarem nestas verdadeiras capacidades executivas e artísticas dos músicos e maestro da nossa Banda, venham cá ver o próximo concerto e assim confirmarão que o que aqui escrevemos não é nada de mais, antes representa o valor real destes magníficos intérpretes.

O primeiro de Maio, e como vem sendo habitual foi mais uma vez comemorado graças à iniciativa do Grupo de Cultura e Desporto, que continua a empenhar-se para que esta data tenha uma grande participação popular durante todo o dia, já que á caminhada matinal programada e participada por imensa gente, se segue um lanche aberto a todos, jogos diversos com realce para o jogo da malha, cantares populares que relembram cantigas do antigamente, e culminam com uma magnífica e bem confeccionada feijoada, regada com o nosso magnífico vinho tinto, o sorteio de rifas de presuntos e outros que quase sempre acabam igualmente consumidos pelos presentes na nossa bela avenida.

Como já diversas vezes aqui temos sublinhado a cultura nas suas diversas matizes continua bem presente em Vila Nova, esperando que a componente económica igualmente venha a ser cada vez mais uma realidade efectiva, e que os projectos de índole hoteleira e gastronómica de que se fala, venham a ser reais, tal que o museu do queijo, que espera luz verde do turismo e alguma ajuda para o seu arranque e efectivação. O projecto está muito bem elaborado e alicerçado em propostas concretas e bem pensadas, que deixam antever que o sonho e a coragem dos seus mentores se pode vir a concretizar, e que com ele a nossa terra passe a ser mais conhecida e visitada por muitos que ainda a não conhecem, e com isso o desenvolvimento económico e a criação de novos empregos possam aqui vir a ter lugar.

José Baptista da Silva
Maio, 01.2019

Jovens que Prometem

August 20th, 2018 | Comments Off on Jovens que Prometem

Nestes tempos estivais em que a mobilidade humana é maior, o nosso interior ganha vida nova que faz esquecer um pouco a má política de Ordenamento do Território, a que os sucessivos governos nos votaram e condenaram.
Essa mobilidade, aliada á música e aos eventos sócio-culturais e gastronómicos anima e alegra as festas que um pouco por todo o país tem lugar nestes meses de Verão, e, dá gosto ver tanta juventude animada e participativa.
E, foi com grato prazer que no decorrer dum repasto prolongado por mais algumas horas de conversa, assisti e acabei por também participar, numa viva e acesa troca de opiniões entre dois jovens ( rapaz e rapariga ), acerca de temas que vivem nas escolas, e outros alargados a problemas do dia a dia, sobre diferenças de género, e os prós e contras que por vezes lhes estão associados, o problema do aborto, os direitos e limitações no acesso a carreiras profissionais no sector público, nas vantagens e desvantagens de estudar na escola pública e, ou na privada, e ainda ( aqui ambos com conhecimento de causa ) a situações de flagrante injustiça de que ainda hoje são vítima muitas pessoas que sofreram na pele as consequências das tragédias incendiárias, especialmente quando postas em paralelo com os incendiários a quem são colocadas pulseiras electrónicas, e enviados para casa com um subsídio diário de 22,50 euros por dia. (Presos parece que custam 60,00?).
Eu, no início ouvinte interessado e admirado pela multiplicidade dos temas e da abordagem que aos mesmos era feita, em que cada um apresentava e defendia as suas ideias e permitia o contraditório, vi-me obrigado a colocar de quando em vez, alguma água na fervura, numa discussão acesa, própria do fulgor juvenil, e de quem pensa ter soluções remédios para todos os males da sociedade. Apesar do calor e das razões argumentadas a discussão decorreu sempre com elevação e respeito pelas ideias de cada um.
Foi um serão muito agradável, e para mim um tanto surpreendente, ouvir jovens de 15/16 anos debater temas que embora muitos deles lhes digam respeito directamente, eu pensava ainda não os preocupar.
Em muitos temas, houve consenso, e estupefação, quando a lei, não contempla casos específicos, a que, e apenas com a recorrência a um juíz, podem eventualmente ser resolvidos ou lhes ser dado justo tratamento.
No tocante á escola, um estuda na pública outro na privada, e o que estuda na estatal diz haver professores que chegam ao fim do ano lectivo sem saber o nome de muitos alunos, limitando-se a debitar matéria, mantendo-se distante deles, o que não lhes abona muito, dado que quem escolhe uma carreira de professor, deve ter no aluno o seu alvo de eleição, contribuindo pedagógica e cientificamente para a sua formação.
Quanto ao aluno da privada, considera-se prejudicado , porque as notas no colégio são dadas com mais rigor, enquanto na pública terão sempre uma valoração de 2 valores no final do ano, o que no seu ver, pode impedir que alguns dos melhores alunos dos colēgios sejam preteridos na entrada em cursos académicos exigentes em notas altas.
Trago ao conhecimento dos leitores este episódio, porque me ensinou mais uma vez, que as generalizações seja sobre que conceito fôr são perigosas e por vezes descabidas de sentido. Este relato mostra bem que jovens, ainda muito jovens, já se preocupam com os acontecimentos do mundo que os rodeia, e os encaram com realismo e espírito crítico, e um sentido de justiça muito apurado, levado por vezes ao extremo na defesa de princípios e valores em que acreditam. Esta atitude é enriquecedora, e tranquiliza-nos, porque no meio da multidão continuará sempre a existir alguém imbuído e com espírito de missão na defesa dos princípios do bem comum.

José Baptista da Silva
Ago.2018

You do not need to use writers who only compose for you.

June 20th, 2019 | Comments Off on You do not need to use writers who only compose for you.

You can get essays UK at fair price and also get an opportunity to give it time to be lower. Premium quality Students order documents, and they’re expecting to receive impressive excellent. We will supply top quality essay writing service at a reasonable cost. Sadly, it really is a mandatory task and you’ll have to submit custom essays with quality should you desire to understand academic achievement in the united kingdom. continue reading

Páscoa e 1º de Maio em Vila Nova de Tazem

Jovens que Prometem

Important Forms Of Software

The benefits of tuition that is private

5 específicas factores si pretende usar salas sobre datos virtuales | merrill data room

Science Matters for Research Papers

VILA NOVA DE LUTO

Noticias e Eventos

Understanding Significant Details Of My beautifulbride net

Uniform dating conversation newbies examples. 37 Conversation Newbies That Make Most people Instantly Interesting.

Updates On Simple Foreign Brides Solutions

Categorias