O VERÃO VILANOVENSE

by Jose Baptista | August 20th, 2018

A dinâmica do tempo conduziu-nos a mais um Verão, que em Vila Nova é celebrado com calor e alegria. São muitos filhos emigrados que regressam para matar saudades e animar a nossa terra, que para eles e para os residentes habituais prepara festas e eventos sócio-culturais, em que autarquia e Associações se empenham com vontade para que corram bem e sejam do agrado de todos.
As festas dos santos populares, Sto.António, S.João e S.Pedro dão o mote, seguindo-se-lhe o Rancho Folclórico com o seu Festival anual,que traz outros seus congéneres de todo o País, para actuar, dando com isso um caracter nacional ao evento.
As festas continuam por mais uma semana, participadas pelo C.F Os Vilanovenses, Associação Reencontro, Bombeiros, Banda Filarmónica, jovens do Caj entre outras. Os comes e bebes não faltam para animar, tal que a música, que inclui o Karaok nos cafés, onde por vezes aparecem umas vozes bem afinadas, que mereciam continuidade e divulgação.
Haverá ainda a festa da Sta. Bárbara em Paçoinhos, e a da nossa Padroeira Nossa Senhora da Assunção em 15 de Agosto, a que os Bombeiros se tem associado transportando o andor na procissão num dos seus carros de fogo, como que a pedir-lhe a sua protecção nos trabalhos em prol da comunidade local e de quem os chamar.
É um tempo diferente e bem mais animado do que o habitual, onde a par do que já foi dito, o comércio local também beneficia, tal que o conjunto das pessoas que têm a oportunidade de rever amigos, e ou estabelecer novos contactos e amizades.
Outro acontecimento a registar, será a mudança de proprietário da Farmácia,que promete voltar a transformá-la num estabelecimento de saúde á altura dos pergaminhos d’outrora. Oxalá que assim seja para evitar deslocações e despesas extra na procura dos medicamentos fora de portas.
Outra boa notícia foi a conclusão da rua que liga o Centro Cultural á variante S. João Paulo ll, a que a autarquia atribuiu o nome do maestro António Rodrigues da Costa Pinto, homenageando e perpetuando assim o nome duma figura grada da nossa cultura local, e de democrata convicto desde os tempos difíceis da ditadura.
Igualmente em termos de melhoramentos urbanos, há a assinalar a repavimentação e melhoria da estrada que liga Sto.António a Paçoinhos.
Os vitivinicultores queixam-se do que será um mau ano vinícola, derivado ás alterações climáticas que este ano se fizeram sentir, agravadas com o aumento das pragas que afectam as videiras, especialmente o míldio, oídio entre outras. Esperemos que a qualidade se mantenha, para que Vila Nova, não perca as referências da terra do bom vinho do Dão, que a atribuição de prémios tem consagrado ao longo dos tempos.

Boas férias para todos

José Baptista da Silva
Ago2018

Comments are closed.

Categorias